Inclusão Remar é um projeto voltado para pessoas com diferentes deficiências na prática de esportes de aventura aquática. Nossa equipe foi até a Lagoa do Colosso, em Fortaleza, e conversou com Vicente Cristino, que é responsável pelo projeto:

“Sempre trabalhamos na área de pessoas com deficiência e nós fomos convidados para desenvolver esse trabalho aqui na Lagoa do Colosso. Quando eu falo "nós" é porque temos uma equipe e, como também professor da Universidade, a gente precisa de espaço para que os alunos possam ter atividades práticas. Nós temos o stand up e a canoagem, e atividade de recreação e de lazer. Não é só chegar aqui e entrar na água. Toda criança, todo adolescente, todos os adultos que vêm praticar atividade aqui passa por uma avaliação de um profissional, pelo qual eu sou responsável. Essa avaliação também necessita de uma resposta médica. Se ele tem algum comprometimento, a gente também pede um documento médico para que ele possa ser liberado para essas atividades. Então, preenchemos as fichas dele e vamos desenvolver a habilidade dele na água.”

O Eco Circo é o primeiro circo temático do Nordeste e os espetáculos são acessíveis para pessoas com deficiência. Alencar Lage, superintendente da ONG Intervalo, falou sobre o trabalho social que realiza:

“O nosso projeto desenvolve várias áreas nas artes cênicas e na área de cultura. Entre eles, é o Eco Circo: arte cultura e cidadania. O Eco Circo é um projeto que foi realizado através da FUNARTE e foi premiado pelo Prêmio Carequinha, em 2010. A partir daí, realizamos a Escola Circo Social Respeitável Vida e criamos o Circo Acessível, com cadeirantes, com as cadeiras com selo INMETRO, passarela com acessibilidade para cadeirantes. O nosso espetáculo é realizado e com acessibilidade para cadeirantes e pessoas surdas, inclusive com uma intérprete. A importância é a inclusão é que a sociedade seja uma única. Nós temos que ter uma unidade para as pessoas conviverem todas juntas.”

0
0
0
s2sdefault